O Governo do Amapá deu início às fiscalizações periódicas do uso de balanças em estabelecimentos comerciais de Macapá e Santana. Nos demais municípios as ações serão intensificadas a partir do segundo semestre deste ano. Quem for flagrado fora das normas regulares pode ter o local interditado ou autuado pelo Instituto de Pesos e Medidas (IPEM/AP).

Neste primeiro momento, as equipes estão fiscalizando estabelecimentos como miniboxes, mercantis, supermercados e atacadões. Depois deles, será a vez das feiras serem visitadas em data a ser definida pelo Instituto de Pesos e Medidas do Amapá.

O gerente do Núcleo de Verificação Metrológica do IPEM/AP, Jefferson Barroso, ressalta que alguns comerciantes ainda insistem em utilizar balanças importadas. Ele explica que este instrumento é recomendado apenas para fins domésticos, ou seja, privativo do consumidor.

“Como se trata de um instrumento que não tem portaria de aprovação do Inmetro [Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia], é proibido o uso em estabelecimento comercial”, reforçou Jefferson Barroso.

O gerente acrescentou que neste caso, a balança é apreendida e recolhida ao prédio do IPEM/AP. Um auto de infração é gerado e o proprietário ou responsável que esteja no ato da fiscalização, responderá juridicamente pelo uso proibido de um instrumento específico para fins domésticos.

“O recomendável é que os proprietários de estabelecimentos comerciais utilizem um instrumento de pesagem nacional, com portaria de aprovação, plano de selagem e verificação inicial feita pelo Inmetro”, orientou Barroso.

A infração mais comum já encontrada em outras fiscalizações, são balanças com o plano de selagem violado. Jefferson explica que nesta situação, o instrumento fica vulnerável e pode ser regulado da forma que é conveniente e, com isso, causar prejuízos ao consumidor.

Ao se deparar com um instrumento nestas condições, a equipe o lacra com uma etiqueta vermelha indicando que aquele aparelho se encontra interditado. “Feito isso, recomendamos ao proprietário que encaminhe o instrumento para uma oficina credenciada pelo IPEM/AP para que sejam feitos os reparos e em seguida seja colocado ao uso novamente”, explicou o gerente do Núcleo de Verificação Metrológica do Instituto de Pesos e Medidas do Amapá.

Desde que iniciaram as fiscalizações este ano, as balanças ainda não apresentaram nenhuma irregularidade que provocasse estas recomendações. O consumidor também pode fazer denúncias pelo número (96) 98806-3035.

Por: Ailton Leite.

Categorias: Consumidor

Posts Relacionados

Consumidor

CONSUMIDOR DEVE FICAR ATENTO AO LACRE DAS BOMBAS DE COMBUSTÍVEIS NA HORA DE ABASTECER.

O governo do Estado começou as fiscalizações nos postos de combustíveis de Macapá e Santana. O Instituto de Pesos e Medias IPEM/AP está aferindo as vazões mínimas e máximas das bombas. Trata-se de um procedimento Leia mais…

Consumidor

PRODUTOS DAS CEIAS DE NATAL E RÉVEILLON DO AMAPAENSE SÃO APROVADOS PELO IPEM.

O amapaense pode comprar os produtos para suas ceias de Natal e réveillon mais tranquilo. Isso porque o governo do Estado, dando continuidade aos exames laboratoriais dos produtos coletados no comércio local durante a Operação Leia mais…

Consumidor

IPEM E DEMAIS ÓRGÃOS GOVERNAMENTAIS FAZEM FISCALIZAÇÃO EM AÇOUGUES DA CAPITAL.

Agentes do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Amapá – IPEM/AP, Procon, Ministério Público Estadual, Vigilância Sanitária e demais órgãos estão percorrendo açougues nos bairros Buritizal, Perpétuo Socorro, Pacoval e Renascer para observar Leia mais…